Amazonas registra queda de 40% no desmatamento em 2023, aponta Inpe

Dados do Prodes foram divulgados pelo governo federal na quinta-feira (9)

A área desmatada no Amazonas diminuiu 40% entre 1º agosto de 2022 a 31 de julho de 2023, segundo dados oficiais do Governo Federal, divulgados na quinta-feira (09/11), pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A queda do índice foi constatada pelo relatório anual do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), considerado o mais preciso para medir as taxas anuais.

Durante esse período, o Amazonas apresentou o total de 1.553 km² de desmatamento. No levantamento anterior do Prodes, foram constatados 2.594 km². Para o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, os resultados são fruto de um trabalho de parceria, realizado junto ao Governo Federal.

“Todo o sistema do governo tem trabalhado incansavelmente para que a gente possa diminuir os crimes ambientais. E é importante destacar o apoio do Governo Federal, já que grande parte da pressão que atingia o estado vinha de áreas da gestão federal. Importante destacar o papel do Ibama e ICMBio, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente”, enfatizou Taveira. 

O levantamento constatou ainda uma queda de 61% no total de desmatamento dos nove municípios considerados prioritários no Amazonas, conforme o Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas (PPCDQ-AM) – são eles Boca do Acre, Lábrea, Canutama, Apuí, Tapauá, Humaitá, Novo Aripuanã, Maués e Manicoré.

Já os dados do sistema Deter, que analisam as taxas mensais de desmatamento, também apontam uma queda dos alertas no estado Amazonas desde janeiro de 2023, com redução de 65% até o dia 3 de novembro.

O Governo do Amazonas tem atuado ao longo dos últimos anos no combate aos crimes ambientais no estado, adotando uma série de medidas voltadas à proteção do meio ambiente. Além da redução do desmatamento, o número de focos de calor teve uma redução de 9,5%, com relação ao ano passado. 

Sistemas do Inpe 

O Inpe possui dois principais sistemas de monitoramento do desmatamento. Além do sistema Prodes, há o Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter). Enquanto o Prodes consolida as taxas anuais de desmatamento, o Deter mostra os alertas mensais.

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.