Homem que ajudou a esconder corpo de criança vítima de tortura em mochila é preso em Manaus

(Foto: Jeiza Russo)

O foragido John Lenon Menezes Maia, 31, foi preso na tarde desta quarta-feira (31), na rua Atagamita, bairro Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus. Ele é suspeito de matar a pautadas a pequena Lorena Ferreira Rodrigues, que tinha 2 anos. A companheira dele, Ana Beatriz Barbosa Guimarães, 20, tia da vítima, também foi presa pelo crime.

Casa da Praia Zezinho Corrêa – Vista Rio Café Banner

De acordo com a polícia, John Lenon estava em um lava-jato quando foi reconhecido por populares, que acionaram a Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA). Quando a equipe chegou, o foragido tentou fugir, mas foi impedido pelos policiais, ao ser baleado no pé. 

Ele foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde realizou um curativo. Ao ser encaminhado para a sede da Delegacia, no bairro onde foi capturado, John Lenon não respondeu a nenhum questionamento da imprensa.

Mais detalhes da prisão serão repassadas em coletiva de imprensa, pela delegada titular Joyce Coelho, na manhã desta quinta-feira (1). O homem passará por audiência de custódia amanhã.

TIA PRESA PELA SEGUNDA VEZ

Ana Beatriz Barbosa Guimarães, 20, é apontada como autora da morte da sobrinha Lorena Ferreira Rodrigues, que tinha 2 anos, foi presa por policiais da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), prendeu, na terça-feira (30).

Ana Beatriz foi presa no bairro Tancredo Neves, zona Leste de Manaus e levada para a Depca, onde, de acordo com a delegada Joice Coelho, prestou um longo depoimento e confessou com detalhes a morte da sobrinha causada por torturas e traumatismo craniano e declarou estar arrependida.

((Foto: Arlesson Sicsú))

O CRIME

Lorena Ferreira Rodrigues, de 2 anos de idade, foi encontrada morta e esquartejada no quintal do avô, no dia 27 de março de 2022, na Estrada Autazes Rosarinho, no município de Autazes. De acordo com o investigador Luiz Carlos Queiroz, gestor da 39ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), a tia da criança foi presa em flagrante por ocultação de cadáver. Em depoimento, a Ana Beatriz confirmou que cuidava da criança junto do companheiro, já que a mãe tinha viajado à trabalho.


A jovem disse ainda, que ela e o companheiro ‘corrigiam’ a criança por meio de agressões físicas e que no dia 23 de março do ano passado, a criança passou mal e veio a falecer no município de Manaus. 

Foi quando o casal decidiu ocultar o corpo e foram até o município de Autazes, onde enterrou a criança em uma cova rasa no quintal da casa do seu pai, no dia 28, encontrou parte do corpo da criança, ao limpar o quintal.

Por A Critica

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.