Justiça converte em preventiva prisão de trio de mulheres por favorecimento à prostituição infantil

Dayane de Assis, 26, Andresa Laranjeira, 33, e Ketelen Soares, de 21, foram presas em flagrante em uma casa onde acontecia uma festa regada a bebida alcoólica, droga e sexo inclusive com adolescentes entre 12 a 17 anos de idade

A Justiça do município de Manacapuru (região metropolitana de Manaus) transformou a prisão flagrante em preventiva das mulheres Dayane de Assis, 26, Andresa Laranjeira, 33, e Ketelen Soares, de 21, pelo crime de favorecimento à prostituição de menores, exploração sexual infantil, e estupro de vulnerável.

Elas foram presas na madrugada de segunda-feira (27), em uma casa no bairro São José, onde acontecia uma festa regada a bebida alcoólica, droga e sexo.

De acordo com a delegada da Polícia Civil, Mary Anne Trovão, no local, adolescentes com idades de 12 a 17 anos de idade dançavam nuas e se prostituíam com outros adolescentes e homens adultos.

Conforme a delegada, a festa acontecia na casa das mulheres e era promovida por elas. No local havia dois quartos que eram alugados para os frequentadores tivessem relações sexuais com as adolescentes, inclusive com filmagens.

De acordo com a polícia, 12 adolescentes foram encontradas na casa. Elas eram aliciadas pelas mulheres, e ao chegar ao local, recebiam álcool e drogas. Depois de estarem vulneráveis, eram obrigadas a dançar e fazer sexo com os  participantes da festa, que eram na maioria adolescentes.

A polícia já tem informações de que as festas no local eram frequentes. As mulheres foram presas e as adolescentes encaminhadas para o hospital da cidade para exame de conjunção carnal.

Por g1 Am

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.