Tripa do Caprichoso, Alexandre Azevedo diz também orar para que tudo ocorra bem no boi contrário

Segundo ele, é importante que nenhum dos dois bois tenham acidentes. “Para que o festival seja apresentado da melhor forma possível”.

Na concentração, o tripa do boi Caprichoso Alexandre Azevedo afirma que o Touro Negro mantém, nesta última noite, a mesma pegada das duas últimas apresentações no 57º Festival Folclórico de Parintins. “O Caprichoso passou nessas duas últimas noites dando show, encantando os espectadores, tanto os que estão aqui no Bumbódromo quanto os que estão assistindo na televisão, né?”.  

“Hoje, na terceira noite, o Caprichoso veio para manter a mesma pegada das duas noites pra, se Deus quiser, se consagrar o tricampeão do festival”, complementou. 

Tradição 

Nesse momento, Azevedo carrega consigo um mix de sentimentos. À reportagem de A CRÍTICA, ele contou que sempre se reúne com a equipe, ora e pede a Deus que tudo ocorra bem.“Não só no Caprichoso, mas também com o boi contrário, para que não tenha nenhum acidente, para que o festival seja apresentado da melhor maneira possível”.

Por A Crítica

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.