Vila com dezenas de casas ‘some do mapa’ após queda de barranco no Amazonas

Comunidade foi afetada pelo fenômeno de “terras caídas”, que acontece principalmente no período de seca dos rios no estado; uma criança morreu no desmoronamento.

 Foto: Divulgação

Uma grande erosão foi formada no lugar onde antes existiam ruas, casas, escolas e igrejas de uma pequena vila chamada Arumã, no interior do Amazonas. O lugar ficou destruído após um barranco desabar e deixar um morto, feridos e desaparecidos.

A comunidade rural pertence ao município de Beruri, que fica a 173 quilômetros de Manaus, e “sumiu do mapa” após ser afetada por um deslizamento de barranco causado pelo fenômeno de “terras caídas”, que acontece principalmente no período de seca dos rios no estado.

As “terras caídas” acontecem quando a água atua sobre as margens dos rios, causando erosão e abrindo extensas “cavernas subterrâneas”, até que uma ruptura provoque a queda do terreno, que é tragado pelas águas.

De acordo com os Bombeiros, o desastre natural atingiu mais de 40 casas e afetou cerca de 200 pessoas. Até o momento, há confirmação da morte de uma criança e quatro desaparecidos, sendo três soterrados e uma pessoa no rio. Além de pessoas que ficaram feridas.

A Defesa Civil do Estado não deu mais atualização da ocorrência até a publicação desta matéria.

Antes do cenário de devastação, a vila, assim como muitas cidades e comunidades ribeirinhas do interior do estado, tinha um pequeno porto e uma orla cercada com construções coloridas. Agora tudo se resume em um grande buraco com lama.

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.