Homem que abrigou fugitivos de Mossoró revela exigências dos bandidos

O morador relatou que passou a fazer compras todos os dias para os criminosos. Os alimentos eram deixados embaixo de uma pequena árvore

Os fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, Deibson Cabral e Rogério da Silva, renderam uma família e conseguiram abrigo por sete dias na zona rural de Baraúna (RN).

O morador contou à polícia que foi surpreendido pela dupla no momento em que estava em casa com a sua companheira, na madrugada de 17 de fevereiro, no quarto dia de buscas.

O homem detalhou que os dois arrombaram a porta, mas não machucaram a família. “Pediram para a gente ter calma e que não ia acontecer nada se fizéssemos o que eles pedissem”, disse. O morador ressaltou que os criminosos sabiam de informações sobre a sua família e que “pareceu que eles foram direcionados” para o endereço.

“Falavam o tempo todo que tinha gente de olho em nós, mas que não aconteceria nada se ajudássemos”, lembrou. O homem relatou que passou a fazer compras todos os dias para os criminosos.

Os alimentos eram deixados embaixo de uma pequena árvore localizada no terreno. “Comprava bolacha, danone e carne em lata. Só deixava a comida lá e seguia com a minha rotina. Não tinha contato com eles”, relatou.

Deibson e Rogério abriram um buraco na mata, onde dormiam para se esconder de drones que detectam calor humano. A saga do morador durou sete dias, quando, na sexta-feira (23), ele foi parado em uma barreira policial e contou o que estava acontecendo. O homem foi detido duas vezes e prestou depoimento à polícia. Explicou que apenas colaborou com os fugitivos porque sofreu ameaças.

Segundo as investigações, os criminosos abandonaram o esconderijo na sexta. No local onde a dupla construiu o esconderijo, os policiais encontraram alguns objetos, como facão, lona e alimentos. Há informações de que os bandidos pagaram R$ 5 mil para a família que os ajudou.

Até o momento, três suspeitos de auxiliarem na fuga foram presos. Na noite da última quinta (22/2), o Ministério da Justiça e da Segurança Pública confirmou o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão nas cidades de Mossoró, Quixeré (CE) e Aquiraz (CE) contra possíveis envolvidos no fornecimento de apoio aos foragidos.

Por Metrópoles

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.