Mulher de Marcola faz plástica, fica devendo e hospital aciona Justiça

O advogado de Cynthia, Bruno Ferullo, afirmou que, recentemente, fez um acordo com o hospital

A companheira do líder máximo da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi processada pelo Hospital Albert Einstein por inadimplência.

Nos autos, a unidade de saúde alega que Cynthia Gigliolli Herbas Camacho deixou de pagar parcela, no valor de R$ 6.675,33, de cirurgia realizada em 2021.

O procedimento contratado foi rinoplastia, no valor total de R$ 13.098,89. Segundo a defesa do Albert Einstein, apenas R$ 8 mil foram repassados ao hospital. Com o prejuízo, o centro médico decidiu entrar na Justiça, em 2023.

O advogado de Cynthia, Bruno Ferullo, afirmou que, recentemente, fez “um acordo extrajudicial e a questão foi resolvida”. “Aguardamos a homologação do juiz para extinguir o feito”, explicou. O processo tramita no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Por Metrópoles

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *