Corinthians se classifica e Cuca se demite após partida

Foto: Divulgação

O técnico Cuca anunciou a saída do clube paulista após classificação nos pênaltis contra o Remo em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil.

Protesto por parte da torcida do Corinthians após o anuncio do novo treinador, agitaram as últimas semanas no clube.

Um caso de estupro onde o mesmo estava envolvido em 1987, na Suíça, foi lembrado pelos torcedores corintianos. A direção do clube chegou a se pronunciar a favor do treinador dizendo que ele seria o técnico para a temporada do time.

Após o anuncio do treinador, o presidente do clube se pronunciou

“São os novos tempos. Não quero entrar no mérito agora, mas acho que foi um exagero, um massacre em cima dele e do Corinthians, em cima de mim também… Ele infelizmente não tem condições de seguir. O Cuca conversou comigo ontem, já vinha falando durante a semana que estava muito pesado. A gente via que ele estava muito sentido e sem condições de seguir trabalhando”, revelou o presidente do time, Duílio Monteiro Alves.

O caso em que Cuca está envolvido ficou conhecido como “Caso Berna” Em 1989, quando era jogador do Grêmio, ele foi considerado culpado por estuprar uma adolescente de 13 anos em Berna, na Suíça, em um episódio que teria acontecido dois anos antes da sentença, em 1987. 

Na ocasião, ele preso ao lado de Eduardo Hamester, Henrique Etges e Fernando Castoldi, também atletas. Os três foram acusados de terem estuprado uma garota que tinha apenas 13 anos, durante uma excursão do Tricolor Gaúcho na Europa. 

Membros do próprio Corinthians, as atletas da equipe feminina emitiram uma nota conjunta condenando o caso. Na ocasião, elas afirmaram que o movimento “‘Respeita As Minas’ não é uma frase qualquer”, mas não mencionaram o nome de Cuca. 

Por redação do Portal Rio Preto da Eva

Compartilhe :

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *