Dupla confessa participação em morte de vigilante e aponta outros três envolvidos no crime

De acordo com Michel de Sousa Moraes e Brayon de Souza Constantino, quem atirou e matou o vigilante Elias Pinheiro Ladislau foi Felipe Rodrigues Correia, conhecido como “Pitbull”

Suspeitos foram presos e já apontaram outros envolvidos na morte do vigilante (Foto: Reprodução / TV A Crítica)

O ex-presidiários Michel de Sousa Moraes, 30, conhecido como “Gordinho”, e Brayon de Souza Constantino, 27, o “Guardião” confessaram nesta quarta-feira (19), na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste, que participaram do latrocínio (roubo seguido de morte) ao vigilante Elias Pinheiro Ladislau, que tinha 40 anos, em um shopping center na Zona Centro-Sul de Manaus. 

A dupla apontou que o ex-presidiário Felipe Rodrigues Correia, 38, o “Pitbull” , foi o autor do disparo fatal contra o trabalhador da área de segurança patrimonial. Este e mais dois estão sendo procurados pela polícia.

Em depoimento, Michel afirmou que dirigiu o veículo utilizado no crime, um Voyage, de cor prata e placa PHI-1873, que conheceu o atirador Felipe no sistema penitenciário e também relatou que o grupo criminoso tinha o objetivo de roubar na segunda-feira (17), uma arma de fogo de algum vigilante. Segundo ele, dentro do veículo estavam Brayon, Michel, Gabriel (Pozi), Gaguinho, além dele como motorista.

Ainda conforme Michel Moraes, a quadrilha não roubou um vigilante de um posto de combustíveis, no bairro Coroado, Zona Leste, pois uma viatura da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) estava no local. De acordo com ele, Felipe teve a ideia de roubar a arma de fogo do vigilante Elias Ladislau e o mesmo que matou o trabalhador.

Em depoimento Michel detalhou que após Felipe matar o vigilante disse: “Matei sem querer, foge Gordinho”.

Já Brayon relatou que conheceu o atirador Felipe na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) e que foi convidado por ele para participar de crimes pela capital amazonense.

Felipe Rodrigues Correia, conhecido como Pitbull, foi apontado como autor do tiro que matou o vigilante (Foto: Divulgação / PC-AM)

Prisão

Michel e Brayon foram presos em dois locais distintos. Michel foi localizado e preso no sítio da mãe dele, na comunidade Cueiras, localizada na Rodovia BR-174, na zona rural de Manaus e Brayon foi encontrado e preso, no bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste, durante uma ação da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop)  e de policiais civis da DERFD. 

Apreensão

Com os criminosos foram encontrados dois revólveres de calibre 38, sendo um usado no crime e outro roubado do vigilante.

Coletiva

Uma coletiva de imprensa sobre o caso está prevista para acontecer na manhã desta quinta-feira (20), na sede da DERFD, no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. A polícia busca informações sobre Felipe Pitbull, por meio do telefone 190 ou 181.

Por A Critica

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.