Manaus tem aumento no número de estupros de crianças e adolescentes, com 451 casos no ano

Na comparação com o ano passado, capital teve aumento de 8,6% nos crimes de estupro de vulneráveis.

Manaus teve aumento no número de estupros de crianças e adolescentes, com o registro de 451 casos neste ano. O número ultrapassou a marca do ano passado (415 casos).

Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Em 2022, o Amazonas liderou o aumento de estupros no país, com um crescimento de 37%, conforme dados divulgados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com os dados da SSP, de janeiro a agosto, a capital teve aumento de 8,6% na comparação com o ano passado, nos crimes de estupro de vulneráveis. A secretaria aponta 415 casos em 2022, e 451, neste ano.

  • 2022 – 415 casos
  • 2023 – 451 casos

É considerada vulnerável qualquer pessoa incapaz de se defender, como criança, idoso e pessoa com deficiência.

A psicóloga Débora Damasceno explicou que o abuso sexual deixa marcas perpétuas na criança. Ele disse, ainda, que vítimas de abusos apresentam sinais da violência sexual sofrida, como falta de fome e dificuldades no aprendizado.

“O abuso sexual na infância deixa uma marca eterna na vida do sujeito. Tem várias formas de expressão e que podem aparecer em qualquer momento no ciclo vital. Os mais comuns, em curto prazo, são os sinais de excesso ou ausência de sono e apetite. Isolamento e dificuldade na fala e aprendizado são sinais bem comuns”, detalhou.

Outros crimes

O levantamento da SSP-AM apontou também um crescimento nos crimes de importunação sexual e assédio sexual em 2023 em Manaus (veja abaixo).

Importunação Sexual

  • 2022 – 106 casos
  • 2023 – 113 casos

Assédio sexual

  • 2022 – 10 casos
  • 2023 – 11 casos

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.