Narcotraficante ‘Satanás’ e mais 4 colombianos são presos com 300 kg de droga

Operação policial conjunta das polícias Civil, Militar e Federal, apreendeu a carga de cocaína e maconha avaliada em aproximadamente R$ 5,5 milhões. Um brasileiro também foi preso

Cinco traficantes colombianos, entre eles o narcotraficante Anderson Benayon, conhecido como “Satanás”, e um brasileiro foram presos e 300 quilos de droga, cocaína e maconha do tipo skunk, avaliados em aproximadamente R$ 5,5 milhões, foram apreendidos em uma operação policial conjunta das polícias Civil, Militar e Federal, que aconteceu na quinta-feira (18).

Os cinco colombianos e 150 quilos de entorpecentes foram apreendidos em uma casa no residencial Villa dos Pássaros, no bairro Tarumã-Açu, e o brasileiro com mais 150 quilos de droga foram achados em uma oficina no estaleiro Velho Arthur, na orla do bairro Santo Antônio, Zona Leste de Manaus. Ele seria responsável por dar apoio aos colombianos.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Bruno Fraga, os criminosos colombianos fazem parte de uma organização criminosa, que tinha atribuições bem definidas em relação ao armazenamento e distribuição da droga que vinha por via fluvial.“A prisão desses criminosos é extremamente importante para a desarticulação da organização criminosa voltada para o tráfico de entorpecentes”, destacou o delegado-geral.

O narcotraficante Satanás estaria chefiando o que os policiais estão chamando de “célula colombiana”. Ele é considerado um criminoso altamente perigoso, bem articulado, com vinculação com a facção criminosa Comando Vermelho (CV). O mesmo já foi preso em São Gabriel da Cachoeira, e em uma oportunidade chegou a trocar tiros com policiais do Comando de Operações Especiais (COE).

As investigações para prender o grupo iniciaram com a Polícia Federal e apontavam que um carregamento de 800 quilos de droga estava descendo pelo rio Japurá com destino à capital.

De acordo com as investigações, os 300 quilos que foram apreendidos na quinta-feira possivelmente seriam parte dos 800 quilos de drogas que teriam chegado a Manaus em uma balsa e já estavam sendo distribuídos.

Os trabalhos investigativos continuam para localizar e prender outros possíveis envolvidos nesta empreitada criminosa, bem como apreender o restante da droga.

Por A Crítica

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.