Novembro Azul: FCecon reforça importância dos exames de rastreio do câncer de próstata

Toque retal e exame de sangue PSA são ferramentas para detecção precoce da doença

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), reforça, neste mês de novembro, a importância dos exames de rastreio para o câncer de próstata. A campanha Novembro Azul incentiva os homens a cuidarem da sua saúde e enfatiza que o diagnóstico precoce do câncer pode salvar vidas.

Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Amazonas deve registrar 570 novos casos de câncer de próstata em 2023.

Alerta

O médico urologista e gerente do serviço de Urologia da FCecon, André Mancini, alerta para a realização dos exames de rastreio: toque retal e exame de sangue Antígeno Prostático Específico, mais conhecido como PSA.“Os homens em geral, a partir dos 50 anos, podem iniciar os seus exames. Os homens que, por ventura, tenham fatores de risco, como histórico de câncer de próstata na família, obesos e negros podem iniciar aos 45 anos”, disse Mancini.

A orientação é que os homens procurem a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa para realizarem seus exames e avaliarem seus fatores de risco.

Sinais e sintomas  

O câncer de próstata em fase inicial, na maioria dos casos, não dá sintomas. Por isso, é importante que o homem faça os exames mesmo sem apresentar sintomas, alerta o urologista.

Em casos avançados, é possível ter dificuldade para urinar, dor ou ardência ao urinar, aumento da frequência urinária, sangue na urina ou no sêmen, dor na região lombar e disfunção erétil.

Tratamento

O tratamento do câncer de próstata na rede pública do Amazonas é realizado pela Fundação Cecon, que realiza cirurgia, quimioterapia, radioterapia e terapia hormonal. A escolha do tipo de tratamento vai depender do estágio da doença.

“O câncer de próstata pode ser tratado com sucesso, especialmente, quando diagnosticado precocemente. A detecção precoce pode salvar vidas. Lembre-se de que o Novembro Azul é o mês de conscientização, mas a saúde masculina deve ser priorizada durante todo o ano”, alerta o gerente de Urologia da FCecon.

Compartilhe :

WhatsApp
Facebook
Telegram
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias
Categorias

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.